top of page

Como funciona o tratamento e quais os objetivos da Ortopedia Funcional dos Maxilares?



O objetivo principal de intervir precocemente é evitar que um problema que inicialmente possa ser de fácil resolução se arraste no tempo e provoque danos esqueléticos complexos tornando-se em algumas situações de resolução cirúrgica.

Numa fase de desenvolvimento e crescimento da criança que possa coincidir com a troca da dentição de leite para a definitiva o objetivo principal da técnica não é o alinhamento dentário, mas sim o de capacitar o sistema músculo-esquelético da face a trabalhar e crescer corretamente.


Como funciona o tratamento?

Os aparelhos removíveis funcionam estimulando a estrutura óssea da boca, que se remodela de acordo com o tempo de tratamento, Através desta mudança de formato na estrutura o posicionamento dos dentes, dos músculos e das articulações vão se adaptando aos estímulos criados pelo profissional.


Benefícios

• Facilitam a troca da dentição de leite para a definitiva; • Estimulam os ossos dos maxilares a crescer corretamente, fazendo com que todo o resto, respiração, mastigação, fala, língua e músculos da face, postura da cabeça e coluna, e por último os dentes, adotem uma posição e função corretas; • Corrigir desde cedo resolve em grande parte dos casos de forma muito mais simples e efetiva um problema que tende a se agravar com o crescimento; • Evitam a retenção de dentes impactados, que podem mesmo ficar inclusos no osso se aquando do seu período de força eruptiva não tiverem espaço para arcada dentária; • Permitem escovar os dentes e usar o fio dentário como habitualmente; • Tratamento indolor e pouco invasivo.


Passo a passo na consulta de Ortopedia Funcional dos Maxilares


N 1ª consulta: Diagnóstico inicial, com realização de Rx's de diagnóstico e esclarecimento de dúvidas;


N 2ª consulta: Apresentação do plano de tratamento com as várias fases, moldes e fotografias, para confeção do aparelho que pode ser personalizado pela criança;


N 3ª consulta: Entrega dos aparelhos; instrução e motivação para o uso correto;


N 4ª e seguintes consultas de controlo: Visitas mensais, para ativação dos aparelhos e direcionamento do crescimento dos maxilares. Quando se alcançarem os objetivos traçados as consultas passam regulares, de 6 em 6 meses em grande parte dos casos, para acompanhar o crescimento da criança.

 

Comments


bottom of page